O poder de mídia do Neymar

Quando eu leio um texto bom, na hora eu o cito em meu twitter, agora, quando o texto é muito bom, não tem como deixá-lo de postar aqui no blog.

Já citei aqui sobre os vários patrocinadores que o Neymar tem (chegaram a 11 recentemente) e todo o seu “poder” perante as crianças, adultos, boleiros e mulheres, mas esse texto vai abordar um outro aspecto.

O texto asseguir foi tirado do Blog Comunicabola e mostra o poder do marketing e da mídia de Neymar, leia-o:

“Ficamos curiosos com esta questão e partimos para uma análise sobre quando e como um único jogador pode representar dentro de todo um contexto de divulgação de notícias do esporte.

A base inicial da pesquisa foi até que simples: um jogador, um programa de televisão esportivo e um período para análise. Pois bem, para ficar mais perto do que a maioria dos brasileiros tem contato, ou seja, dos canais de televisão aberta, utilizamos o programa Globo Esporte, da Rede Globo. O jogador não poderia deixar de ser o que mais recebe atenção no momento atual do futebol nacional, então, temos Neymar. O período utilizado para fazer esta análise foi de um mês, utilizando exatas 26 exibições do citado programa, buscando por todo e qualquer momento em que se fazia menção ao atleta.

Durante a análise, os 26 programas foram pausados em cada momento de menção ao atleta, sendo que isto poderia ser por simples imagem de Neymar, comentários de jornalistas e apresentador, citação do jogador por parte de outros atletas e demais integrantes do meio futebol. Ou seja, buscamos averiguar todos os momentos em que Neymar surgiu como assunto dentro da pauta do programa.

Dos 26 programas analisados, informações sobre o atleta estiveram presentes em 17 deles, ou seja, 65,38% de toda a amostra analisada. Dessa forma, a quantidade de tempo total de programa em que o atleta foi inserido refere-se à 0h45m39s de um total de 09h55m53s.

A tabela a seguir mostra o comparativo da exposição da imagem e informações sobre o atleta, perante a quantidade de outras informações da pauta do programa (outros esportes, informações sobre outros clubes que não sejam os incluídos na tabela, entre outras informações não ligadas ao futebol), juntamente com o tempo em que os grandes clubes de São Paulo apareceram:


Apesar da imagem de Neymar aparecer na última posição, nota-se que a imagem do atleta é quase equivalente ao volume de informações que foram abordadas sobre o Palmeiras e o próprio Santos, clube em que o Neymar atua

É neste ponto que encontramos um dado mais interessante, pois, o tempo em que o Santos foi exposto, também engloba o tempo em que Neymar teve sua imagem e informações passadas no programa. A tabela a seguir detalha como foi a exposição completa do Santos, junto ao tempo de exposição de Neymar:

A maior parte do tempo em que o Santos foi pauta do programa, as informações estavam relacionadas à Neymar. O gráfico abaixo é apenas para mostrar o percentual que a imagem e informações sobre Neymar representam neste contexto.

Ou seja, de todo o tempo em que o Santos esteve presente no programa, a maior parte (61%) relacionou-se à Neymar, ficando apenas 39% das demais informações exclusivamente sobre o clube.

Claro que não é apenas uma boa assessoria de imprensa que consegue emplacar esse volume de exposição em um programa de grande abrangência, em uma emissora de liderança. É preciso um programa de comunicação bem amplo, que envolve um planejamento para tratar a imagem e a carreira do atleta como um todo, juntamente com a instituição esportiva.

É fato que a imagem de Neymar é assunto a ser explorado, afinal, trata-se do atleta de maior destaque no futebol nacional, que tem mostrado resultados dentro de campo. É sabido, também, que o Santos faz todo um trabalho fora de campo, profissionalizado e especializado, desde que o atleta é bem pequeno, buscando desenvolver sua carreira junto ao seu pai. Muito disso explica porque, atualmente, o atleta fatura perto de R$ 3 milhões mensais entre salários e publicidade.

Se existem outras questões de bastidores que envolvem o Santos, o atleta e a emissora? Não descartamos, nem confirmamos. Este não é assunto para este post. Aqui o assunto é mostrar que, em algumas vezes, a imagem de um único atleta vale por um clube inteiro!”

Quem quiser ver outros textos do Blog Comunicabola, clique aqui.

 

Escrito por

Nenhum comentário.

Deixe uma resposta

Mensagem