O bicicross sorocabano merece atenção

Quando Cida Cômitre, dirigente do Clube Sorocabano de Bicicross, noticiou o cancelamento da Taça Cidade de Sorocaba que aconteceria neste m~es de Outubro por falta da verba que seria disponibilizada pela Prefeitura de Sorocaba, foi inevitável o meu pensar: “quando um esporte de pouco apelo receberá apoio?”.

Mas, infelizmente uma notícia como essa não entristece a grande maioria das pessoas, parte por não gostarem do esporte, parte por não entenderem a importância de esportes que não sejam o futebol, e parte pela consequência de não conhecer a importância que o bicicross tem pra Sorocaba (interior de São Paulo) e pro Brasil.

Neste século, o esporte que tem levado o nome de Sorocaba pro mundo é o bicicross.

Sei que isso deve soar estranho pra você, mas não deveria!

aaa

Há mais de 15 anos que o bicicross de Sorocaba é reconhecido como um dos principais celeiros de atletas em âmbito nacional e vem tendo atletas representando a Seleção Brasileira em competições internacionais. E se não bastasse isso para o sucesso do bicicross sorocabano, a única representante feminina do bicicross nas Olímpiadas do Rio de Janeiro (Priscila Carnaval) veio exatamente de Sorocaba.

Ainda é importante salientar que o bicicross de Sorocaba, mais precisamente o Clube Sorocabano de Bicicross, conseguiu todos esses resultados sem contar com muitos investimentos e ainda sem poder ter a disposição uma pista de padrão olímpico.

Em compesação, neste ano de 2016 foi inaugurado a Arena Sorocaba por mais de R$ 14 milhões, contra os cerca de R$ 2 milhões que custaria a adequação da pista de bicicross existente em Sorocaba.

Não estou aqui criticando o investimento da cidade de Sorocaba na Arena Sorocaba, pois, ela veio pra apoiar o atual campeão mundial de clubes no futsal (o Magnus), mas, não podemos esquecer que o bicicross também é um esporte de Sorocaba, e que ainda por cima tem um apelo social muito grande na cidade (atendendo mais de 100 criaças) e muito antigo (mais de 25 anos).

Torço pelo dia que a população, imprensa e as prefeituras apoien os esportes olímpicos e não midíaticos como o hoje acontece com o futebol, basquete e vôlei.

 

texto editado, publicado originalmente no Agenda Sorocaba

Escrito por

Nenhum comentário.

Deixe uma resposta

Mensagem